Tamanho da Fonte
  • P
  • M
  • G

HomeRevista Hoss


EDIÇÃO JANEIRO 2014

Destaque

Entre tomadas, cabos e o campo de futebol


O auxiliar de instalações Thiago da Silva Alves descobriu logo cedo a vocação pela área de elétrica. Ainda quando fazia o Ensino Médio, fez o curso técnico de aprendizagem industrial no Senai para aprender o ofício. Foi assim que veio para a construtora, ainda como aprendiz. Atualmente frequenta a faculdade de Engenharia Elétrica, iniciando o terceiro ano do curso. Sua atuação é em geral no escritório, ajudando nos projetos e nos orçamentos. Mas confessa que gosta das oportunidades que encontra para visitar as obras, pois acredita que são momentos de muito aprendizado, com uma vivência prática do que diariamente acompanha no meio da papelada.

Aproveita a fase para estudar e crescer profissionalmente na carreira que escolheu, já pensando em se aperfeiçoar não só na área, mas também investindo em cursos como o de inglês. Apesar de tanto estudo e empenho, encontra tempo para o seu hobbie de muitos anos: o futebol de várzea, esporte que pratica amadoramente aos domingos, mas com muita disciplina e dedicação. Volante no time da Mooca há cerca de três anos, participa de competições e festivais, comemorando algumas boas conquistas e muita diversão.

O mestre fotógrafo!


Criado em uma fazenda em uma pequena cidade amazonense, Aderaldo de Souza Nascimento foi para Manaus em 1984 em busca de oportunidades de emprego. Entrou para a HOSS em 1988 como carpinteiro, tornou-se encarregado e logo passou a mestre de obras, posto que ocupa hoje. Atualmente está na obra da Hisamitsu. Bastante dedicado ao que faz, confessa que gosta muito de seu trabalho e que a vida profissional tem sido um grande aprendizado, principalmente pela convivência com os engenheiros, que considera bons professores. Conta que procura absorver o conhecimento que cada obra é capaz de proporcionar, pois nenhuma é igual à outra e que todas são fontes de interessantes experiências.

Aderaldo explica que sua função requer que ele seja uma pessoa muito paciente e capaz de dialogar, afinal está em constante contato com pessoas de níveis técnicos variados e é fundamental que saiba ensinar, mas também cobrar e exigir. Além de conhecimentos da construção civil, tomou gosto pela fotografia e costuma ser responsável pelo registro de imagens das obras das quais participa.

Gostosuras ou travessuras?


No dia 31 de outubro as funcionárias da matriz em São Paulo se vestiram de preto e deixaram doces em suas mesas para comemorar o Halloween, animando o clima no escritório.

Errata

ERRATA: No artigo sobre as cumeeiras da edição anterior, invertemos a informação sobre os responsáveis pelas obras. O correto é: Ricardo Kanzato, Roger Hojo, Rafael Umeki e Caio Bathaus (Honda em Sumaré) e Roberto Hideo Nishikado (TRBR em Santa Bárbara D´Oeste).