Tamanho da Fonte
  • P
  • M
  • G

HomeRevista Hoss


EDIÇÃO ABRIL 2017

Obras

Seiren aposta na iluminação natural


A preocupação na preservação de recurso naturais tem levado as empresas a investir em soluções sustentáveis em suas estruturas de trabalho e produção. Alinhada a essa tendência, a Seiren decidiu fazer a troca de suas telhas, instalando modelos translúcidos em sua unidade de Votorantim (SP). “O projeto teve como principal objetivo melhorar a utilização de iluminação natural na fábrica”, explica Engenheiro responsável André Mello Takase. “A obra foi executada em um mês, em um trabalho muito bem coordenado com o cliente, pois a fábrica continuou funcionando normalmente.


GESTAMP investe em nova unidade em Minas Gerais


A fabricante de autopeças GESTAMP iniciou as operações recentemente em sua nova unidade na cidade de Betim (MG). O complexo industrial conta com um galpão de produção e edificações complementares que abrigam escritórios, vestiários, portaria, área de resíduos e a estação de tratamento de esgoto.

A obra foi concluída em setembro de 2016 e durou cerca de dez meses, sob a responsabilidade dos engenheiros Ademar K. Kasamatsu e Fillipe Ramiro Pires. A equipe destaca que o maior desafio foi trabalhar com a distância entre São Paulo e Betim, o que fez com que a logística tivesse que ser bem gerenciada. “O resultado final foi muito bom. Foi uma obra bem acabada e que deixou o cliente satisfeito com o trabalho”, avalia o engenheiro Ademar.

Ambiente rigorosamente controlado na ADATA


Empresa taiwanesa especializada na fabricação de produtos de informática, a ADATA recentemente implantou sua primeira unidade de produção no Brasil, na cidade de Santo Antônio de Posse (SP). O projeto da fábrica de semicondutores engloba a construção de duas salas limpas, áreas administrativas e de estocagem e central de utilidades (tratamento de água desmineralizada, central de ar comprimido ultra limpo, central de água gelada e automação, entre outros). A execução da obra levou 17 meses e foi coordenada pelo engenheiro Fernando Nakazawa, com a atuação dos engenheiros Carlos Akio Iyama, Caio Bathaus, Bruno Yazawa, Douglas Nascimento e Marcelo Higashi.

As salas limpas são ambientes com rigoroso controle dos níveis de umidade, da temperatura e da qualidade do ar, onde é possível quantificar e mensurar o tamanho das partículas em suspenção no ar. Como neste sistema produtivo a presença de partículas pode interferir na qualidade final do produto, é importante empregar essa tecnologia para assegurar tal controle. “Uma das dificuldades iniciais foi a barreira do idioma, que nos colocou em contato com um vocabulário técnico diferente do habitual. Como alternativa organizamos as reuniões e as conversas em inglês”, revela o engenheiro Carlos Akio Iyama. “Mas com o passar do tempo essa comunicação melhorou e o relacionamento no dia a dia com o cliente se tornou mais tranquilo”, conta.


Moderna técnica estrutural na Aisin


O uso de pilares pré-moldados parafusados nos blocos de fundação foi a solução escolhida para o projeto da instalação de duas novas pontes rolantes e duas talhas na planta da Aisin em Itu (SP). A empresa produz peças automotivas para diversas montadoras. “A técnica foi usada para diminuir a quantidade de horas de trabalho de carpintaria e reduzir o volume de concreto armado dos blocos de fundação, agilizando assim a execução dos blocos e eliminando as formas de madeira dos cálices”, explica o engenheiro Roberto Hideo Nishikado. “Esse processo acelera a produtividade e gera uma obra com menos remoção de solo e entulhos”, acrescenta.

O projeto envolveu os trabalhos de fundação, estrutura e instalações e durou cerca de quatro meses e meio, com a conclusão em novembro de 2016. Durante a obra foi aprovado um serviço adicional: um quiosque com churrasqueira que servirá como área de vivência. “O maior desafio deste projeto foi executálo com a fábrica funcionando. Havia constantes movimentações de carga em outras pontes rolantes, tudo bem próximo do local de nossa atuação”, destaca Filipe Batista Lorenzo Brandon, engenheiro responsável pela obra. “Mas com muita atenção e compromisso com a segurança, conseguimos entregar a obra no prazo estabelecido e sem incidentes”, conclui.